Instagram
Você deveria limpar sua mesa de trabalho, mas não tanto

Você já zombou da mesa bagunçada de um colega? Então certamente você é dos que pensam que a desordem no ambiente de trabalho é um motivo de vergonha.

Segundo pesquisa realizada pela agência de recrutamento Adecco, 57 por cento dos trabalhadores admitem que julgam seus pares pela limpeza de seu espaço de trabalho.

Em outra pesquisa da empresa, cerca de um terço dos trabalhadores disse que as pessoas que deixam as mesas e os espaços comuns desordenados são seu maior aborrecimento no ambiente de trabalho.

Mas muitos de nós temos uma ideia errada sobre a bagunça. Ela não é totalmente ruim e os processos neurais que a transformam em um problema não começam, nem terminam, nas nossas mesas de trabalho.

A próxima temporada de limpeza pode finalmente ser o momento de eliminar aquela pilha de papéis que apinha sua vista, mas antes de fazer isso veja o que a ciência diz sobre o efeito da desordem no nosso cérebro e como administrá-lo.

Primeiro, é importante entender por que ter muitas coisas ao redor pode prejudicar nossa capacidade de concentração.

Nós dependemos de certos processos cerebrais que nos ajudam a entender em que temos que nos concentrar quando navegamos em um mundo cheio de gente, quadros de avisos, pilhas de papéis e estímulos vindos de todos os lados, disse a doutora Sabine Kastner, professora de neurociência e psicologia da Universidade de Princeton.

 

Leia a matéria completa em: Exame

Instagram