Instagram
Todos querem as startups

Agências criam programas para apoiar e incentivar o aproveitamento de startups em prol da criação da tecnologia e inovação para seus clientes

 

As pequenas empresas que nascem do anseio de empreendedores em criar soluções para diversos problemas do cotidiano da sociedade estão no radar das grandes agências de publicidade. Programas de incentivo a startups vem se tornando cada vez mais comuns na indústria da comunicação, que procura aproveitar a essência tecnológica e inovadora dessas empresas para renovar sua própria estratégia de negócios e descobrir diferentes soluções para os clientes e parceiros.

Nesta semana, a Fischer aproveitou a edição deste ano do ProXXIma, evento promovido pelo Meio &Mensagem, para apresentar o F.lab Solutions. A nova unidade de negócios da agência pretende fomentar o desenvolvimento de startups voltadas ao mobile e a inovação, cujos produtos e serviços estejam alinhados aos interesses dos clientes da Fischer.

Os empreendedores interessados poderão se inscrever no programa da agência a partir de 1º de junho e as startups selecionadas terão acesso à estrutura da agência e ao intercâmbio de informações com os profissionais da Fischer. O F.Lab também contará com uma divisão de inovação, na qual uma equipe da agência terá a função de desenvolver novas ideias de produtos, serviços e plataformas para os clientes da casa. “Nosso negócio não é comunicação apenas, é inovação e transformação. O ambiente de crise é propício para uma empresa como a nossa e para a inovação”, declarou Eduardo Fischer, presidente e head de criação da agência, ao apresentar o projeto.

Uma iniciativa semelhante também foi recentemente anunciada pela Y&R. A maior agência do País em compra de mídia anunciou a criação de uma área para incubar startups. O projeto, implementada pelo presidente David Laloum, contará com o apoio de Pedro Gravena, recém contratado como head de digital da Y&R,e segue o exemplo de iniciativas promovidas por outros escritórios da Y&R no mundo. “Iremos selecionar startups de diversos serviços para passarem um período de 3 a seis meses dentro da agência. Além do espaço físico, propomos também um coaching com nossos profissionais, que podem passar a essas startups conhecimento sobre diversas áreas. E a ideia é que essas startups exercitem esse conhecimento e criem propostas de soluções para nossos clientes, dentro do âmbito da comunicação.”, explicou Laloum.

Leia a matéria completa em: Meio e Mensagem

Instagram